Afastamento de trabalho é um problema de gestão das empresas

Afastamento de trabalho é um problema de gestão das empresas

O número elevado de atestados registrados nas empresas é, normalmente, associado com a parte cultural do Brasil. Muitos profissionais de RH acreditam que os colaboradores vão ao médico somente para “pedir um atestado”. Mas você já parou para pensar que afastamento de trabalho é, na verdade, um problema de gestão das empresas?

O afastamento do trabalho é um problema que atinge organizações de todos os segmentos e portes. Empresas que apresentam índices elevados de afastamento podem ter uma queda de produtividade e custos extras.

Um dos temas que têm sido discutidos nas organizações é a qualidade de vida. Investir em ações que valorizem a saúde dos colaboradores e gerem bem-estar de modo preventivo pode ajudar a minimizar essas situações.

No post de hoje, mostraremos os sintomas que indicam que o afastamento de trabalho é um problema de gestão das empresas e como reverter esse quadro negativo. Confira!

#1 Não olhar para seus profissionais como indivíduos

Qual é o profissional de RH que já não ouviu (ou falou) que “o capital humano é o ativo mais importante das empresas?” Mas em quantas organizações isso é, realmente, praticado?

Cada indivíduo é diferente: as pessoas são seres complexos, possuem emoções, sentimentos e vulnerabilidades próprias e que refletem em suas atitudes.

Não levar o comportamento humano em consideração é uma grande falha e um dos motivos pelos quais o afastamento de trabalho é um problema de gestão das empresas.

As necessidades de cada colaborador devem ser consideradas, e uma empresa que tem a cultura de apenas distribuir ordens gera colaboradores indiferentes, que não inovam e nem contribuem para o crescimento do negócio.

Conhecer os membros da equipe e valorizá-los por meio de ações que visem o seu bem-estar é essencial para o sucesso da empresa.

Negligenciar a qualidade de vida no trabalho 

A ausência de estímulos à qualidade de vida no trabalho pode gerar graves transtornos na vida dos colaboradores. E funcionários doentes são sinônimo de uma empresa doente. Esse é mais um exemplo de que afastamento de trabalho é um problema de gestão das empresas!

Muitos fatores afetam a qualidade de vida dos funcionários. Um clima organizacional negativo, cortes, contenção de despesas, metas inatingíveis, problemas de liderança, falta de comunicação e relacionamentos problemáticos são alguns exemplos.

Esses problemas aumentam o estresse e a insegurança do grupo, levando à queda da produtividade e da motivação e ao aumento do número de atestados e de doenças.

O afastamento de trabalho é um problema de gestão das empresas e traz uma série de prejuízos. Confira alguns deles:

Sobrecarga

Para compensar a ausência de um membro da equipe, os outros funcionários precisam fazer horas extras para dar conta de todas as tarefas.

Custos

Para suprir a demanda advinda do afastamento, é preciso contar com ajuda temporária. Realocar o quadro de colaboradores ou contratar novos profissionais eleva os custos para a empresa. 

Um estudo realizado em uma empresa de construção, por exemplo, constatou que cada afastamento custa, no total, mais de R$100 mil para a organização – certamente, é bem mais do que você imaginava, não é?

Assim, a organização que possui um alto percentual de funcionários afastados pode acabar não só com a queda de produtividade e sobrecarga, mas também com dificuldades financeiras. Por isso, o afastamento de trabalho é um problema de gestão das empresas!

Perda de negócios

O quadro reduzido pode prejudicar a qualidade dos atendimentos e, dessa forma, gerar clientes insatisfeitos.

Como resolver o problema do afastamento de trabalho na sua empresa

Como vimos, o afastamento de trabalho é um problema estratégico, e a melhor maneira para reverter esse cenário é agir de maneira proativa.

Aposte em ações que demonstrem a preocupação do RH com fatores como motivação e qualidade de vida dos colaboradores. 

Valorize seus funcionários

Conforme pesquisa da Universidade de São Paulo, parte dos casos de depressão, que gera afastamento de trabalho, está relacionada à percepção de que o colaborador possui pouca valorização e não é bem recompensado pela empresa na qual atua.

Assim, para reduzir esse índice indesejado e melhorar a sua gestão de pessoas, invista em ações de valorização de seus colaboradores. Dar feedback, elogios sinceros, instituir a prática de eleger o funcionário do mês ou de oferecer recompensas por metas atingidas pode fazer grande diferença no engajamento e na redução da sua taxa de afastamento de trabalho.

Contrate um plano de saúde empresarial

Investir em um plano de saúde empresarial pode ser uma excelente alternativa. Esse benefício é visto com bons olhos pelos funcionários, pois eles se sentem amparados.

Além disso, quem acompanha a sua saúde de perto e realiza checkups regulares evita sustos com problemas de saúde que podem gerar afastamento de trabalho quando não diagnosticados e tratados.

Utilize a CIPA a favor de sua estratégia de gestão de pessoas

Outra alternativa é contar com a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). Ela tem como objetivo preservar o ambiente de trabalho de forma a afastar os riscos de acidentes, e a comissão deve ser constituída por representantes dos funcionários, em um proporcional ao número total do quadro.

Esses profissionais são encarregados de mapear os riscos aos quais as equipes são submetidas enquanto desempenham as suas funções. Dessa forma, é possível garantir as melhores condições para que todos possam trabalhar com tranquilidade.

Crie ações para incentivar a qualidade de vida dos funcionários e evitar o afastamento de trabalho 

A fim de garantir a redução do afastamento do trabalho, a motivação e a boa produtividade de sua equipe, além da redução do turnover e da perda de talentos, desenvolver ações que incentivem a qualidade de vida dos funcionários pode ser fundamental.

Por exemplo, sua empresa pode fazer parceira com uma nutricionista, para orientar a boa alimentação e a redução de peso de seus colaboradores. Ainda, é possível oferecer ginástica laboral no ambiente de trabalho pode ajudar a combater o estresse, aumentar o ânimo dos colaboradores e prevenir o sedentarismo e outros problemas posturais, por exemplo. 

Conclusão

O afastamento de trabalho é um problema de gestão das empresas, e preservar a qualidade de vida das equipes é benéfico para todos. Enquanto os colaboradores trabalham em um local que conta com um bom clima organizacional e que se preocupa com o seu bem-estar, as empresas ganham ao estimular a melhor performance dos funcionários.

Esse pode ser o diferencial competitivo que faltava em sua empresa. Lembre-se de que a saúde não tem preço, mas o afastamento de trabalho pode custar caro para a sua gestão! Além disso, colaboradores felizes e saudáveis são mais produtivos, portanto, comece agora mesmo a fazer melhorias!

E então, ficou convencido de que o afastamento de trabalho é um problema de gestão das empresas? O que é feito na sua organização para diminuir essa taxa? Sua empresa já conta com a CIPA e oferece um plano de saúde empresarial? Deixe sua mensagem nos comentários e compartilhe a sua experiência! Até a próxima. 

 

No Comments

Postar Comentário