As dúvidas mais comuns de quem compra um imóvel na planta

As dúvidas mais comuns de quem compra um imóvel na planta

Comprar imóvel na planta ainda é uma das opções mais interessantes para quem quer sair do aluguel ou investir. Pode haver alguns riscos, como atrasos na entrega da obra, que são minimizados quando há planejamento e paciência. Sempre surgem dúvidas acerca da transação, seja no financiamento, cobranças ou nos direitos do comprador. Preparamos uma lista com as dúvidas mais frequentes de quem compra imóvel na planta e como resolvê-las. Confira.

imóvel na planta

Terei problemas na hora de pagar?

Financiamentos não devem comprometer mais do que 30% da renda familiar. O ideal é simular os valores financiados e quitar as dívidas que puder para não comprometer a capacidade de pagamento. Um bom planejamento evita que você passe por apertos e consiga arcar com a dívida.

A construtora pode cobrar juros de obra?

Os juros de obra não podem ser cobrados durante a fase da construção. Antes de assinar o contrato de financiamento no banco, as parcelas são pagas à construtora e não incidem juros, entretanto há a correção pelo Índice Nacional de Custos da Construção (INCC). Dessa forma, há um aumento no valor inicial informado pelo corretor. Caso haja atraso na entrega das chaves, as parcelas ainda sofrerão a incidência do INCC até que ele fique pronto, mas é algo ilegal e cabe ação judicial.

O valor da parcela pode mudar?

Sim, como mencionado, há a incidência do INCC durante a construção, mas o valor pode ser diferente a partir do momento em que o crédito for aprovado pelo banco. Por essa razão, é importante avaliar a situação financeira para que o financiamento possa ser pago durante o tempo estipulado. A dica é ir ao banco antes de assinar o contrato com a construtora e verificar se a instituição irá conceder o crédito. Isso é importante porque nem todas as construtoras são criteriosas e o banco pode não aprovar o crédito.

Se eu não quiser mais financiar, recebo meu dinheiro de volta?

Alguns compradores tendem a não se interessar pelo imóvel quando ele atrasa e pedem o dinheiro de volta. A legislação prevê que a construtora devolva 100% do valor pago, mas na prática o comprador recupera pelo menos 80% do valor investido nesses casos, sem que haja necessidade de entrar na justiça.

Como saber se a empresa é idônea?

Sempre analise o histórico da empresa. O ideal é buscar informações sobre a construtora ou incorporadora na internet, se há queixas no Procon da sua cidade, sites especializados e até mesmo no site do Tribunal de Justiça. Se possível, converse com proprietários de imóveis construídos por aquela construtora para saber se tudo ocorreu dentro da normalidade e se a entrega ocorreu no prazo acordado.

Quais cuidados preciso tomar?

Vá até o cartório de Registro de Imóveis e procure saber sobre o memorial descritivo do empreendimento. Nela há informações imprescindíveis sobre o imóvel, como metragem, materiais usados e demais características importantes. Guarde quaisquer materiais publicitários como folhetos de propaganda e rascunhos do corretor. São documentos importantes em um processo judicial contra a construtora, caso isso se faça necessário.

Por fim, veja se a obra e o prédio estão segurados. Alguns seguros podem ser contratados, como o de Garantia de Obrigações Contratuais. O Seguro Condomínio torna-se obrigatório a partir da entrega do prédio, e deve ser contratado pelo síndico ou responsável.

Resolvemos a sua dúvida? Se não, nos informe nos comentários para que possamos te ajudar.

 

Tags:
No Comments

Postar Comentário

× Atendimento (Whats)