Como fazer tranquilamente a gestão dos funcionários em home office

Como fazer tranquilamente a gestão dos funcionários em home office

De acordo com a SAP Consultoria RH, 37% das empresas brasileiras adotam o sistema de home office em suas operações. Redução de custos e satisfação dos colaboradores são algumas das vantagens que favorecem o trabalho remoto, proporcionando um equilíbrio maior entre a vida pessoal e profissional. Mesmo que o trabalho em casa ocorra apenas alguns dias na semana, é possível notar um aumento de produção, sobretudo quando há uma gestão eficiente.

Devido à maior liberdade disposta a esses funcionários, é importante que gestores e profissionais de recursos humanos estejam em sintonia e focados em dinamizar os processos e garantir o bom aproveito dos profissionais que atuam em home office. Seguir estas dicas, será o primeiro passo para alcançar uma gestão tranquila e eficaz, confira:

Como fazer tranquilamente a gestão dos funcionários em home office

Novo desafio para o departamento de recursos humanos

Muitos profissionais, quando atuam em casa, tendem a produzir mais do aqueles que trabalham somente na empresa. Entre os motivos está a necessidade de “mostrar” maior eficiência para fazer valer a condição mais cômoda. É um incentivo para que eles tenham uma maior produtividade, mas também pode significar um desafio para o RH e a gestão de pessoas. Inicialmente, é importante deixar tudo formalizado: as tarefas que serão desempenhadas, horário de trabalho, horas extras, pagamentos adicionais, entre outras obrigações (de ambas as partes).

O RH atua desde a captação de talentos, até o treinamento e adequações dos profissionais no regime de home office, além de medições da eficiência na produção e controle de processos. O setor deve se atentar quanto à comunicação clara, na objetividade em despertar a responsabilidade dos colaboradores e manter o incetivo para a melhoria contínua dos empregados encaixados nessa modalidade.

Indicadores de performance dos funcionários

A medição da produtividade e da performance dos funcionários se torna indispensável nesta situação. Lembre-se: só é possível avaliar o real sucesso de um projeto, se houver a aplicação de metas e indicadores bem estruturados.

Este é um método eficiente que deve ser utilizado em toda a organização, mas em casos de home office, acaba se tornando um sistema de controle essencial para o desempenho constante do funcionário.  Com isso, os gestores e o departamento de rh terão um instrumento de avaliação da performance de cada colaborador, contribuindo para o bom andamento do programa e o alinhamento entre ambas as partes envolvidas.

Determine um horário de trabalho

Não há ainda uma legislação que trata do trabalho remoto, uma vez que é uma gestão relativamente nova. Dessa forma, o que vale é o artigo 6º, da lei nº12.551, de 15 de dezembro de 2011, o qual não distingue o trabalho no estabelecimento do realizado na residência do empregado, desde que as condições estejam pré-determinadas. Ou seja, cabe ao empregador, a tarefa de estipular o horário de trabalho a ser cumprido pelo funcionário.

O ideal é estabelecer uma forma de registrar o momento do início e término do expediente. Como não há um ponto eletrônico físico, podem surgir questionamentos referentes à jornada, pagamento de hora extra e adequações à legislação da classe. Para contornar essa problemática, são desenvolvidos pontos externos que podem ser adotados se for necessário.

Como fazer tranquilamente a gestão dos funcionários em home office

Adote uma solução em nuvem

As aplicações em nuvem proporcionam uma série de benefícios, permitindo que os colaboradores possam utilizar as ferramentas, sistemas e informações da empresa remotamente, além de proporcionar um maior controle por parte do empregador. Se a empresa tem planos de estender as operações home office, a tecnologia em nuvem vai ajudar nesse processo.

Tenha um programa de metas

Na prática, alguns custos são de responsabilidade do empregado, a exemplo do telefone, internet, energia e a infraestrutura. A empresa pode arcar com parte dele ou remunerar o profissional por essas despesas e por sua produção. Para estimular esses funcionários, a empresa pode oferecer premiações quando estes conseguirem bater as metas, a fim de medir o seu desempenho através dos indicadores comentados anteriormente.

Quando há profissionais que atuam tanto em casa quanto na empresa, é mais fácil de comparar o rendimento entre eles, quais pontos podem ser melhorados e quais as abordagens mais eficientes. Entretanto, se há somente colaboradores que atuam no home office, é importante adotar parâmetros de avaliação. Assim, será possível determinar as metas e as atitudes que a empresa espera dos profissionais, obtendo o melhor proveito desse tipo de sistema.

O trabalho remoto é interessante para empresas e funcionários, desde que tudo fique bem claro e as necessidades de ambas as partes sejam levadas em conta. Lembre-se que inovar é fundamental nesse processo.

Gostou do artigo e quer saber mais sobre esses e outros pontos interessantes na gestão dos funcionários? Continue acessando a página e diga-nos o que achou comentando abaixo.

No Comments

Postar Comentário

× Atendimento (Whats)