6 dicas fundamentais para montar uma imobiliária de sucesso

6 dicas fundamentais para montar uma imobiliária de sucesso

Com o crescimento das cidades e do número de brasileiros na faixa economicamente ativa, o segmento empresarial de imobiliárias tornou-se ainda mais importante e estratégico. Quem está em busca de um imóvel: seja para comprar ou seja para alugar, antes de fechar negócio, realiza uma minuciosa pesquisa para definir o local que melhor se encaixe às suas necessidades.

Para facilitar essa busca e para promover uma aproximação entre as necessidades do proprietário do imóvel e as necessidades do inquilino, o trabalho das imobiliárias é, sem dúvida, fundamental. Hoje, com o grande número de opções de imóveis no mercado, em um momento em que as pessoas têm menos tempo para realizarem diversas visitas até encontrarem a opção ideal, a procura por uma imobiliária que atue como parceira tem crescido. Por este motivo, esse tipo de negócio possui bastante potencial e demanda de mercado. No entanto, se o empreendedor não tiver noções básicas de gestão, o sucesso poderá não vir. Se você não quer fazer parte desse quadro, veja, a seguir, seis dicas fundamentais de como montar uma imobiliária. Confira:

como montar uma imobiliária de sucesso

1. Seja estratégico para a escolha do local de seu negócio

Antes de abandonar o seu emprego para ser dono de uma imobiliária, é importante ter em mente que, para garantir que um bom público procure pelos os seus serviços, é primordial escolher um local de fácil acesso com uma boa estrutura (preferencialmente com espaço para estacionamento) e que realmente tenha um grande fluxo de pessoas. Além disso, é importante avaliar se o prédio possui espaço adequado para criar uma área para recepção dos clientes, atendimento individual e para a área administrativa da imobiliária.

Normalmente, a zona central da cidade e nas proximidades de universidades, shoppings e locais de grande fluxo de pessoas há bom potencial para imobiliárias. Uma localização estratégica ajudará sua marca a ser vista e reduzirá seus esforços e custos com divulgação – um bom ponto comercial funciona como uma grande propaganda 24 horas por dia para sua imobiliária. Assim, atraindo pessoas para o seu estabelecimento.

Nesse sentido, não basta estar em um local estratégico se a fachada não for chamativa. Aposte em materiais modernos e cores harmônicas que sejam atrativas ao cliente e que transmitam a essência de sua marca.

2. Tenha cuidado com os procedimentos e a documentação necessária

No Brasil, um processo de abertura de empresa pode levar de 49 a 119 dias. No caso de uma imobiliária é preciso obter registro na Junta Comercial, nas secretarias da Fazenda e na Receita Federal. Alvará de funcionamento junto à prefeitura, cadastro junto à Caixa Econômica Federal e ao Corpo de Bombeiros, além de registro junto ao CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), também são exigências.

No site do Sebrae, há uma relação de todas as exigências legais e burocráticas para ajudar quem está em dúvida sobre como montar uma imobiliária. Para essa etapa pode ser recomendável o auxílio de um contador.

3. Dê atenção para a escolha dos profissionais de sua equipe

Em qualquer negócio, sobretudo em modelos como os de uma imobiliária, em que os profissionais terão contato direto com os clientes representando a sua empresa, o cuidado com a montagem de seu time é fundamental.

A recomendação é que todos possuam pelo menos o ensino médio completo. E para os cargos de corretores de imóveis, deve possuir o título de técnico em transações imobiliárias e serem inscritos no Conselho Regional de Corretores de Imóveis da jurisdição. Essa exigência está prevista na lei 6.530 de 12 de maio de 1979, regulamentada pelo decreto 81.871 do mesmo ano.

É importante, ainda, buscar por colaboradores flexíveis, dinâmicos, responsáveis, que saibam trabalhar bem em equipe e que possuam conhecimento de mercado e de legislação.

Além disso, o proprietário precisa ter noções básicas de gestão, de administração de empresas, finanças e de vendas e, obrigatoriamente, o registro junto ao CRECI (para obter o registro, é necessário realizar o TTI – Curso Técnico em Transações Imobiliárias ou um curso superior Tecnólogo em Gestão Imobiliária).

4. Defina estrategicamente seu horário de funcionamento

Em geral, o horário de funcionamento de uma imobiliária deve ser como de qualquer outro estabelecimento comercial, comumente na faixa entre 8h e 18h, entretanto algumas imobiliárias optam por horários alternativos iniciando mais cedo ou fechando mais tarde ou, ainda, abrindo aos sábados para facilitar a visita de clientes que também trabalhem em horário comercial. Avalie essas opções, pois elas podem constituir um dos diferencias de seu negócio.

como montar uma imobiliária de sucesso

5. Conheça os custos e faça o controle financeiro de sua futura imobiliária

O custo para montar uma imobiliária, de acordo com estimativa do Sebrae, é de cerca de R$ 77.700,00. Todavia, esse custo poderá ser enxugado conforme a estrutura inicial de seu negócio.

Em uma estrutura física, há custos com salários e comissões, além das despesas com água, luz, telefone e internet. Aluguel, manutenção de equipamentos e softwares específicos para o negócio também precisam ser contabilizados, além de gastos com divulgação.

Para manter um controle preciso e acompanhar de perto a saúde financeira de sua imobiliária é preciso, desde o início, realizar o fluxo de caixa (de modo abrangente, o fluxo de caixa é o controle de todas as entradas e saídas de recursos financeiros de seu negócio). Não pense que esse é um cuidado desnecessário – complicações financeiras estão entre as principais causas que levam ao fechamento de empresas no Brasil.

Outro erro comum de quem está começando é não separar as finanças pessoais das da empresa, esse é um erro que pode comprometer a lucratividade e a sustentabilidade de seu negócio.

Há também que pensar em um modelo de gestão de cobranças. Então, começar o negócio com um bom planejamento sempre contando com uma reserva é de extrema importância para o sucesso da imobiliária.

6. Planeje a divulgação da imobiliária

Depois de definir todos os processos anteriores, lembre-se de que é preciso tornar sua imobiliária conhecida e atrair clientes e negócios.

Para isso é essencial uma boa divulgação. Criar um bom site, com os imóveis que estão à disposição, ter sempre cartões de visita para distribuir em momentos de prospecção e networking e criar página nas redes sociais são formas práticas e de baixo custo para iniciar a divulgação de sua imobiliária.

Outra dica são os tradicionais anúncios em jornal de grande circulação, se você tiver verba para essa divulgação. Já se o orçamento estiver reduzido, você pode buscar alternativas como anunciar em jornais de bairro ou mesmo distribuir folders em pontos estratégicos. A participação em eventos como feiras também pode ser ótima oportunidade para divulgação e prospecção.

Apesar do momento de instabilidade, a previsão é de que 2017 seja positivo para o mercado imobiliário. Antes de empreender é importante preparar-se, entender como montar uma imobiliária, pesquisar o mercado em sua região, buscar dicas de especialistas e qualificar-se com noções básicas de gestão. Com isso, reduzem-se as chances de o seu negócio não ser bem-sucedido e aumentam as probabilidades de sucesso.

Você ficou com alguma dúvida de como montar uma imobiliária? Tem alguma dica extra para compartilhar? Deixe sua mensagem nos comentários!

No Comments

Postar Comentário