Dono de imobiliária ou corretor autônomo: qual é a melhor opção?

Dono de imobiliária ou corretor autônomo: qual é a melhor opção?

Para grande parte de a população ter sua própria empresa é um sonho de independência e de autonomia. No entanto, quando falamos em negócios como, por exemplo, o mercado imobiliário, ser dono de imobiliária não significa, necessariamente, apenas autonomia, mas a realização de um sonho. Dentro desse mercado, há ainda a possibilidade de tornar-se corretor autônomo, mas na hora de decidir por uma opção ou outra sempre vem a dúvida: qual é a melhor escolha?

Veja, a seguir, mais detalhes sobre esses dois caminhos para sua carreira e confira as dicas de primeiros passos para quem optar por ser dono de imobiliária.

Dono de imobiliária ou corretor autônomo: qual é a melhor opção?

Corretor autônomo x dono de imobiliária

Ao trabalhar anos como funcionário de uma imobiliária, os corretores acumulam conhecimentos sobre o funcionamento do negócio e desenvolvem um networking de qualidade. A partir disso, é possível continuar trabalhando em imobiliárias ou optar pelo segmento de corretor autônomo.

Entre as vantagens desse modelo está, sobretudo, a maior autonomia para sua tomada de decisões, gestão do tempo e gerenciamento do portfólio de clientes. Até que você esteja com seu nome consolidado no mercado, pode ser mais difícil prospectar clientes sem ter o aval de uma imobiliária conceituada por trás de seu trabalho. Mas, com o tempo, e sobretudo com a indicação de clientes satisfeitos, você sedimentará o seu caminho de sucesso e poderá obter a satisfação almejada com sua carreira.

Já se você tem uma veia empreendedora e pensa em inovar, tendo a certeza de que pode fazer a diferença e ter sucesso nesse meio, ser dono de imobiliária poderá ser o caminho de sua realização profissional.

Aqui, você terá o apoio de outros profissionais para tornar seu sonho em realidade. Criará uma marca, terá um ponto comercial e uma estrutura para gerenciar e dar suporte ao seu trabalho. Naturalmente, é preciso maior preparação para seguir nessa jornada antes de abandonar o seu emprego e empreender. Se você não sabe por onde começar, confira, a seguir, as dicas que elaboramos para ajudá-lo nessa grande jornada.

Passos iniciais para realizar o sonho de ser dono de imobiliária

Primeira etapa: sua preparação

Não basta ter experiência com corretagem para ser dono de imobiliária. É necessário ter conhecimentos técnicos relativos ao segmento e uma formação em Ciências Imobiliárias ou em um curso técnico em Transações Imobiliárias ou Gestão Imobiliária.

Além disso, é preciso ter o registro no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI) de sua região e prestar o Exame de Proficiência. Como você pensa em abrir a própria imobiliária também recomendamos que você tenha conhecimentos sobre administração de negócios e gestão de pessoas.

Segunda etapa: plano de negócios

Depois de verificar que você possui os conhecimentos necessários e uma boa carteira de clientes já conquistados para ser dono de imobiliária é preciso um pouco mais de planejamento para ter sucesso em sua iniciativa.

De acordo com um estudo do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), há um alto percentual de mortalidade dos novos empreendimentos já em seu primeiro ano de funcionamento. E o principal motivo para isso, em mais de 40% dos casos, é a falta de planejamento e obtenção de informações do mercado.

Por isso, ter um planejamento detalhado é essencial para que o negócio prospere. Pense na construção de uma casa, por exemplo: sem um plano detalhado e o desenvolvimento da planta, o imóvel não poderá ser construído com êxito. O mesmo acontece com as empresas.

O plano de negócios é a bússola que indicará o caminho de seu sucesso. Trata-se de um documento com os objetivos de seu empreendimento e os passos necessários para conquistá-los, que ajuda a reduzir as chances de imprevistos e de erros em sua empresa. O SEBRAE possui cursos e um software gratuito quem podem ajudá-lo nessa importante etapa de elaboração do plano de negócios de sua imobiliária.

Terceira etapa: organização financeira

Para realizar o seu sonho é preciso ter disponível um capital para o investimento inicial. Esse custo já estará indicado no plano de negócios que você desenvolveu na etapa anterior.

Para abrir o próprio negócio você deve levar em conta o custo de aluguel ou aquisição de ponto comercial. A seguir, deve pensar em gastos com mobiliário, equipamentos e pessoal (dependendo do tamanho da imobiliária esse gasto poderá ser menor ou maior). E por último, os gastos fixos que dizem respeito à água, luz, telefone, internet, etc. Assim, antes de abandonar o emprego para abrir seu negócio, é preciso preparar-se financeiramente para os custos iniciais envolvidos no processo.

Além dos valores que serão investidos na abertura da imobiliária, é importante também prever uma verba para uso pessoal para manter-se durante os primeiros meses em que seu faturamento e pró-labore (remuneração do dono da imobiliária) ainda poderão não ser suficientes como recurso único para suprir as suas necessidades e as de sua família.

Dono de imobiliária ou corretor autônomo: qual é a melhor opção?

Quarta etapa: a burocracia

Depois de adquirir o conhecimento necessário, se atualizar e capacitar-se para ser dono de imobiliária, criar seu plano de negócios e saber tudo sobre seu mercado de atuação e certificar-se de que possui verba para viabilizar a concretização de seu sonho de ser dono de imobiliária é recomendável buscar a ajuda de um advogado ou contador para cuidar dos procedimentos burocráticos pertinentes à abertura de seu negócio.

São necessários documentos como: CNPJ, elaboração do contrato social da empresa, registro na Junta Comercial do estado, alvará municipal e inscrição municipal.

Quinta etapa: divulgação e treinamento

Hoje em dia, as imobiliárias estão investindo bastante na divulgação e no marketing digital e você, como dono de imobiliária, não pode pensar diferente. Uma vez que, o cliente utiliza cada vez mais a tecnologia na busca por imóveis.

É importante criar um site e uma página no Facebook para divulgar os imóveis que você terá disponível tanto para venda quanto para aluguel. Uma dica importante é usar o Google Adwords, ferramenta poderosa para vender imóveis e conquistar clientes, que o ajudará a encontrar e a se comunicar efetivamente com o público-alvo de sua imobiliária mostrando as informações de imóveis, de acordo com o seu perfil de busca.

Só que essa divulgação só terá um bom resultado se você tiver ao seu lado, profissionais treinados e capacitados que possam realmente concretizar a negociação que se iniciou nas redes sociais. Por isso, antes de buscar resultados externamente, certifique-se de obtê-los internamente por meio da capacitação e motivação de seu time de colaboradores e parceiros. É por meio do trabalho deles, que você poderá captar clientes, realizar todos os procedimentos para locação e venda de imóveis e conquistar seu espaço no mercado.

Avalie os prós e os contras entre ser dono de imobiliária ou corretor autônomo: qual é o caminho que lhe trará mais satisfação e realização profissional? Depois de decidir, parta para a ação, capacite-se, busque atualização constante, prepare-se e invista em seu sonho!

Ainda está em dúvida entre ser dono de imobiliária e corretor autônomo? Você já está planejando abrir seu próprio negócio? Compartilhe sua experiência conosco aqui nos comentários e siga acompanhando mais dicas em nosso blog!

No Comments

Postar Comentário