O que a geração Y espera de uma empresa?

O que a geração Y espera de uma empresa?

Nos últimos anos, a geração Y tem ajudado a mudar o mundo dos negócios, ou sejam aqueles que nasceram entre os anos 1980 e 1990, também chamada de Geração do Milênio, ou Millennials.

Hoje, eles começam a ganhar ainda mais espaço no mercado de trabalho, e, até o final da próxima década, estima-se que vão representar nada menos do que 75% da força de trabalho mundial.

Essa geração nasceu quando os computadores e a internet começavam a emergir. No mercado de trabalho, entre as suas características mais marcantes estão o imediatismo e o questionamento, o que pode ser um impulsionador de conflitos com gerações anteriores.

Para muitos empregadores, falta, ainda, a percepção de que o mundo mudou – e continua em transformação. Com características, linguagens e comportamentos distintos, a geração Y tem influenciado profundamente a forma, a dinâmica e os mecanismos do mercado de trabalho.

Mas afinal, o que a geração Y espera de uma empresa? No post de hoje, saiba mais sobre os Millennials e como preparar sua organização para recebê-los.

As características da geração Y

Um dos pontos fortes da geração Y é que ela confia na tecnologia como forma de desempenhar melhor o seu trabalho. Dessa forma, esses profissionais estão conectados 24 horas por dia, 7 dias por semana, pelos notebooks, smartphones e outros aparelhos.

Em vez do contato presencial, em diversas situações, eles preferem se comunicar por meio de aplicativos de mensagens instantâneas, o que pode fazer com que decisões e ações sejam realizadas com maior agilidade.

A geração Y espera de uma empresa que seu trabalho seja fonte de satisfação e aprendizado, e precisa sentir que sua contribuição é significativa para a sociedade.

Multifuncionais, confiantes, ambiciosos e educados para fazer grandes realizações, a geração do milênio busca novos desafios e, muitas vezes, não tem medo de questionar a autoridade.

Acostumada com atividades, jogos e esportes em grupo durante a infância, essa geração também valoriza o trabalho em equipe, sendo, de modo geral, mais tolerante à diversidade no ambiente organizacional.

O que a geração Y espera de uma empresa?

Por vezes, como as demais, o que a geração Y espera de uma empresa pode ser um tanto contraditório. Os profissionais almejam escalar grandes cargos corporativos, avançando rapidamente em suas carreiras, mas preferem trocar de emprego do que se esforçar para ganhar uma promoção no trabalho atual – se não perceberem uma perspectiva sólida quanto à possibilidade.

O desejo por um feedback imediato e frequente está latente nessa geração, que espera de uma empresa, também, um voto de confiança em suas habilidades e total transparência nos processos da organização. No entanto, processos muito lentos ou burocráticos podem levar aos profissionais dessa geração a se frustrarem facilmente com o trabalho.

Outro ponto comum é a priorização da vida pessoal. A geração Y tem uma visão diferente das expectativas quanto ao local de trabalho: ela busca melhores salários, horários flexíveis, benefícios, mas sem deixar a qualidade de vida de lado.

Como aproveitar o potencial da geração Y?

De acordo com pesquisa, 75% das empresas possuem problemas de conflito entre gerações. Assim, é importante que a tolerância e a empatia seja praticada em todas as esferas da organização para garantir um bom clima organizacional e a produtividade dos funcionários de todas as faixas etárias.

Além disso, é essencial que os gestores tenham metas, expectativas e cronogramas claros e transparentes do que esperam desses jovens. No entanto, é preciso dar espaço para que eles trabalhem seguindo, também, seus valores pessoais, e que suas vozes sejam ouvidas ao longo de todo o processo.

A geração Y espera de uma empresa, também, que ela ofereça variedade no trabalho, incluindo novas atividades que a desafia constantemente, caso contrário, pode perder o interesse em suas tarefas.

Já que a geração do milênio, geralmente, prefere trabalhar em equipe, aproveite disso e aposte em processos e treinamentos que potencializem a colaboração e a cocriação entre os profissionais. O conhecimento tecnológico deles também não deve ser negligenciado. Invista em ferramentas, softwares e mídias sociais para modernizar o local de trabalho e torná-lo mais dinâmico e atrativo.

Lembre-se, também, que orientações e feedbacks são bem-vindos. É importante incentivar a autoconfiança e demonstrar que os gestores apreciam e acreditam nas capacidades desses jovens. Essa medida pode fazer toda a diferença no envolvimento e na motivação da geração Y.

Quando o empresário promove um ambiente de trabalho adequado às necessidades desta e das futuras gerações, é possível esperar produtividade, inovação, retenção de talentos e crescimento para o negócio.

E na sua empresa, como tem sido a interação entre as diferentes gerações? Você tem algum outro exemplo sobre o que a geração Y espera de uma empresa? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima!

No Comments

Postar Comentário