5 parceiros do síndico na hora de administrar o condomínio

"atributo alt= administrar condomínio "

5 parceiros do síndico na hora de administrar o condomínio

Além dos problemas de convivência, há inúmeras demandas administrativas, como a inadimplência de condôminos, o controle de despesas e as manutenções e os reparos prediais. Todas essas responsabilidades são delegadas ao síndico, sendo ele o responsável por prevenir e resolver esses problemas.

No entanto, ele não está sozinho nessa empreitada: a seguir, você vai conhecer os principais parceiros do síndico para administrar o condomínio. Acompanhe.

 

1. Administradora

Ao lado do síndico está a administradora, que é a principal parceira de sua gestão. Ela é a responsável por orientá-lo sobre as legislações vigentes e dar suporte para inúmeras tarefas administrativas, como prestação de contas, emissão de boletos e convocação de assembleias.

Entretanto, não cabe à administradora a função de tomar decisões, sendo essa atribuição reservada apenas ao síndico. A empresa só pode alertar ao seu representante quais são as providências que ele deve tomar, cabendo ao síndico fazê-las ou não, assumindo os eventuais riscos e consequências.

2. O contador é um grande parceiro do síndico para administrar o condomínio

Via de regra, o síndico não precisa ser contador, nem o condomínio é obrigado a contratar um ou apresentar escriturações contábeis. No entanto, é obrigatória e de responsabilidade do síndico a elaboração da prestação de contas e previsão orçamentária do condomínio.

Dessa forma, caso o síndico não saiba como fazê-las, é possível contar com a ajuda de um especialista para ter o balancete mensal do condomínio. Além de tornar o processo mais profissional, esse parceiro pode ajudar a manter a transparência da sua gestão. Entretanto, é importante que o contador seja habilitado junto ao Conselho Regional de Contabilidade, pois o exercício da profissão é privativo.

3. Subsíndico

Em muitos condomínios, principalmente nos maiores, é comum a existência de um subsíndico. Ele é responsável por auxiliar o titular na administração diária, estando apto a assumir no caso de ausências temporárias, férias, impedimento, renúncia ou destituição do síndico.

Entretanto, vale frisar que o subsíndico responde perante o condomínio e não ao síndico, pois, para legitimar o processo, o subsíndico também é escolhido por meio de votação. Como tem a função de auxiliar, o subsíndico nunca pode adotar decisões contrárias à gestão do síndico.

4. Conselheiros

Em determinadas convenções, é comum a criação de um corpo diretivo do condomínio, um órgão de consulta do síndico, composto por três membros. O mandato dos conselheiros não é irrevogável, podendo eles serem destituídos a qualquer momento durante as assembleias gerais.

Esses conselheiros têm a função de conferir periodicamente as contas, emitir parecer sobre a gestão financeira e elaborar um regulamento para o uso das áreas comuns do condomínio. Além disso, os membros podem aconselhar o síndico em suas atividades administrativas.

5. Corretora de seguros

Entre as responsabilidades do síndico está a contratação do seguro condominial. Além de ser obrigatório por lei, essa é uma das melhores formas para garantir a segurança de todos os moradores.

Por isso, a corretora de seguradora é uma das principais parceiras do síndico para administrar o condomínio, pois ela o auxiliará a escolher os melhores e mais adequados seguros para o condomínio. Também será ela que vai intermediar o contato com a seguradora e sanar eventuais dúvidas para acionar o seguro em caso de sinistro ou outras coberturas contratadas.

E você, está enfrentando alguma dificuldade na hora de administrar o condomínio? Conte para gente nos comentários ou entre em contato conosco. Até a próxima!

No Comments

Postar Comentário

Converse conosco pelo Whatsapp
× Olá !! Precisa de ajuda ?