O seguro fiança é devolvido após o aluguel?

O seguro fiança é devolvido

O seguro fiança é devolvido após o aluguel?

Com o objetivo de facilitar a assinatura de contratos de locação de imóveis, foram criados diferentes mecanismos de garantias locatícias, a exemplo do seguro fiança. Trata-se de uma forma que assegura o proprietário contra prejuízos, e que também se tornou um dinamizador para aqueles inquilinos que desejam alugar sem fiador.

Além de cobrir as parcelas não pagas pelo inquilino, o seguro aluguel, como também é chamado, assegura quanto ao não pagamento do IPTU, danos causados ao imóvel, taxas condominiais e demais encargos. Ele não é um serviço obrigatório, porém é interessante e muito útil, pois agiliza a aprovação do contrato e é bem aceito pelos proprietários e também pelas imobiliárias.

Se você quer saber mais sobre o funcionamento, e principalmente, se o seguro fiança é devolvido ou não após o aluguel, acompanhe o post de hoje:

O que é o seguro fiança?

Em linhas gerais, o seguro fiança é uma das opções que o dono do imóvel pode requerer do inquilino como garantia para o recebimento do aluguel. Previsto na Lei 12.112, de 2009 (LEI 8.245), ele é um serviço que dispensa a figura do fiador e a garantia em dinheiro oferecida por quem deseja locar o imóvel, podendo ser solicitado tanto para imóveis residenciais quanto comerciais, desde que aceito por ambas as partes.

O seguro fiança também dispensa outras garantias, como caderneta e o cheque caução, que nem sempre são aceitos, ainda mais quando o mercado está aquecido. Para contratar o seguro fiança, é preciso enviar o pedido à uma corretora de seguros especializada, que irá avaliar a situação do aluguel e escolher entre as diversas seguradoras do mercado àquela que atende todas as necessidades do proprietário e também do inquilino.

Atualmente, boa parte das imobiliárias trabalham apenas com o seguro fiança nas locações de seus imóveis, visto que esta é a maneira mais segura e menos burocrática para garantir que o aluguel seja pago e que o imóvel siga sempre em ótimo estado. Em alguns casos, a imobiliária ainda se oferece para pagar uma parte do seguro fiança, facilitando ainda mais a locação do imóvel e agilizando a entrega das chaves.

Mas a pergunta que sempre segue na cabeça dos inquilinos é: o seguro fiança é devolvido depois do aluguel?

O seguro fiança é devolvido?

Essa é uma pergunta que muita gente faz por desconhecer como funciona o seguro fiança. A suposição de que, ao final do aluguel, todo o valor pago pelo seguro no período é ressarcido é falsa. Ou seja, mesmo que não haja inadimplência durante o aluguel, ainda assim, o dinheiro não será devolvido no final do contrato de locação.

Atualmente, nenhum seguro opera desta forma, tendo em vista que se trata de uma transação comercial, e não um investimento. Em seguro de automóveis, por exemplo, mesmo se não houver nenhuma batida ou furto do veículo durante o período do seguro, a seguradora não irá devolver o valor pago pela cobertura.

No entanto, existem alguns benefícios que somente o seguro fiança oferece. Além de tranquilizar ambos inquilinos e proprietários em caso da inadimplência do aluguel, cada seguradora oferece uma gama de serviços complementares à cobertura que ressaltam a sua prevalência em relação aos outros dispositivos de garantia para aluguel, como por exemplo o caução e o fiador.

Sendo assim, podemos concluir que a premissa de que o seguro fiança é devolvido, representa apenas uma desinformação em relação a este serviço, pois o valor que é pago pelo seguro, não é somente pela garantia em si, como também por tudo o que ele pode oferecer, confira:

Existe algum benefício do seguro fiança para os inquilinos?

A principal função do seguro fiança, é de proteger o proprietário do imóvel. Apesar disso, o seguro fiança também oferece ao inquilino alguns benefícios que buscam amenizar o valor investido durante o aluguel.

O principal deles, é a possibilidade de alugar um imóvel sem um fiador. Isso garante, principalmente, uma maior agilidade na aprovação da proposta de aluguel, além de evitar o constrangimento de ter que buscar um fiador em cidades que você provavelmente não possui um contato confiável para tal responsabilidade.

Além desta facilidade durante a negociação, o seguro fiança também evita o desembolso da caução, que possa vir a ser dada como garantia de aluguel. Isso se deve ao fato de que todo o valor que estiver pendente,  será pago pela própria seguradora, diretamente ao locatário.

Em relação ao pagamento do seguro, cada seguradora oferece diversas alternativas. A mais comum é o parcelamento do valor total. Sendo que também há a possibilidade de descontos progressivos nas renovações do seguro fiança. Para saber qual seguradora oferece esses benefícios, é importante consultar um corretor de seguros especializado, que irá informar com exatidão a companhia que possui todas as vantagens que o inquilino e o proprietário esperam.

Uma prática que não é muito conhecida, mas que é permitida pela SUSEP, é o rateio das parcelas do seguro. Nesta modalidade, o inquilino faz um acordo com o proprietário ou com a imobiliária, para dividir o pagamento do seguro fiança, onde o valor pode ser pago integralmente pelo locatário, ou apenas uma porcentagem, de acordo com o que for acertado.

Para finalizar, um outro benefício importante, oferecido pelas seguradoras, são os serviços adicionais. Alguns deles são: serviços de pequenos reparos e limpeza; assistências 24h (encanador, eletricista, chaveiro, etc); descontos em transportadoras para a mudança; entre outras comodidades.

Resolvemos a sua dúvida sobre o seguro fiança? Continue acessando nosso blog para manter-se bem informado, e não deixe de comentar o que achou deste post!

[CP_CALCULATED_FIELDS id=”6″]

42 Comments
  • Saul Batist
    Posted at 22:46h, 07 dezembro Responder

    Tenho uma dúvida e não um comentário porque os assuntos são muito relevantes. Se puderem me responder, eu desde já agradeço. Fiz um seguro fiança com um corretor da imobiliária na Porto Seguro. Dentre os itens consta, por exemplo, a pintura – 1.000,00. Isso significa que caso em saia sem pintar, pago até 1.000,00 à Porto ou já me disseram depende do orçamento, mas que não pode passar de 3×1.000,00. Fico no aguardo, por gentileza. Uma boa noite.

    • João Paulo
      Posted at 18:20h, 08 dezembro Responder

      Olá sr. Saul, tudo bem?

      Para acionar a cobertura de Pintura, na ocasião da entrega de chaves, a imobiliária apresentará três orçamentos e a companhia irá optar por um deles e indenizar o proprietário. O valor da indenização deverá se enquadrar dentro do Limite Máximo determinado da apólice, que geralmente é o valor do aluguel multiplicado por 3.

      Nossa orientação é que o senhor procure entrar num acordo com a imobiliária, para resolver a questão. Tal medida é a melhor alternativa, pois se o seguro fiança for acionado, posteriormente a seguradora irá cobrar o valor do inquilino, podendo ser incluído outras taxas como honorários advocatícios. Talvez acabe pesando mais no bolso.

      Esperamos ter te auxiliado, foi um prazer atendê-lo.
      João Paulo

  • Vani
    Posted at 01:54h, 11 dezembro Responder

    O que é feito com o dinheiro do segue o fiança quando não é usado para pagar aluguel atrasado???

    • João Paulo
      Posted at 17:44h, 12 dezembro Responder

      Olá Vani, tudo bem?

      O valor pago pelo seguro fiança não é devolvido após o término do contrato, mesmo que o seguro não seja acionado.

      Um dos princípios que tangem o seguro é o do mutualismo, caracterizado pela união de esforços entre as partes envolvidas, formando um fundo comum cujo objetivo é a mitigação do risco.

      Traduzindo, quando por exemplo você contrata um seguro de automóvel, e não o utiliza, este valor pago entra para um fundo comum (dentro da companhia). Este fundo é utilizado quando outros segurados precisam acionar o seguro.

      Esperamos ter te auxiliado, foi um prazer atendê-lo.
      João Paulo

  • rosa
    Posted at 04:04h, 21 dezembro Responder

    O seguro fiança qdo acionado,vai ser pago o aluguel em atraso e depois tenho q pagar para a seguradora o valor pago?

    • Angélica Rocha Corretora de Seguros
      Posted at 19:57h, 21 dezembro Responder

      Olá Rosa, tudo bem?

      Sim. Em casos que o seguro é acionado devido à inadimplência do inquilino, a seguradora entra em contato com o mesmo para negociar o pagamento do valor devido. São ofertadas diversas formas de ressarcimento durante a negociação, podendo até, em alguns casos, o inquilino parcelar os alugueis e taxas atrasadas.

      Isto se deve ao fato de que o verdadeiro segurado do seguro fiança é o proprietário do imóvel, que pode ter prejuízos devido à inadimplência do inquilino.

      Espero ter sanado a sua dúvida,
      Abraços!

  • Cesar Teixeira
    Posted at 23:40h, 10 janeiro Responder

    Qual a média de valor do seguro fiança para um aluguel de R$ 750,00 ? Tanto na modalidade simples, quanto naquela que abrange serviços, como por exemplo : pintura e manutenção elétrica ? Pode ser dividido em 30 meses o valor do prêmio a ser pago ?

    • Angélica Rocha Corretora de Seguros
      Posted at 16:55h, 11 janeiro Responder

      Olá Cesar, tudo bem?

      Enviamos em seu e-mail uma simulação de seguro fiança com as características descritas, assim você poderá visualizar mais detalhadamente.

      Até logo! 🙂

  • Jose
    Posted at 18:15h, 11 janeiro Responder

    Eu acho um absurdo, valor cobrado pelo o seguro fiança,três vezes o valor do aluguel mais o valor do condomínio,no.meu caso quero alugar um apartamento no Cruzeiro,DF, e o valor e de RS 1.550,que fica R$ 4.655,00..tenho que pagar o seguro fiança esse valor que ao término do contrato não deve dar se devolvido,?até porquer seguro de imóveis e barato,num chega a 400,00 reais,e nem tudo que a seguradora diz que cobre e mentira…com certeza a imobiliárias fica com o restante do dinheiro.

    • João Paulo
      Posted at 18:37h, 11 janeiro Responder

      Olá sr. Jose, tudo bem?

      O valor do seguro fiança é personalizado em função da análise do risco. Isso significa que a seguradora faz uma análise do seu histórico financeiro, e te apresenta um custo diferenciado.
      Em função das coberturas, quem escolhe é o proprietário do imóvel da forma que ele acha que melhor lhe ampara, isso influencia e pode dar divergência no valor do seguro de imobiliária para imobiliária.
      O valor do seguro é repassado diretamente à seguradora, inclusive o inquilino tem o direito de solicitar a apólice de seguros à corretora para confirmar os valores.

      Todas as seguradoras que comercializam o produto seguro fiança, são fiscalizadas pela Superintendência de Seguros Privados – SUSEP, se o sr. possuir interesse pode consultá-las no link abaixo: http://www.susep.gov.br/menu/informacoes-ao-publico/mercado-supervisonado/entidades-supervisionadas

      Esperamos ter esclarecido suas dúvidas,

      Ficamos sempre à disposição! 😀

  • Luiz
    Posted at 14:15h, 09 fevereiro Responder

    Minha filha Cláudia mora no Rio de Janeiro, contratou seguro fiança da Porto Seguros, há 10 dias, no momento da proposta a Imobiliária comunicou a minha filha que em 4 dias após o pagamento do seguro, as chaves do imóvel seria liberada. Acontece que minha filha havia vendido o imóvel que mora e tem prazo de 30 dias para desocupar e passado os quatro dias ditos pela imobiliária, foi informada pela imobiliária que só liberaria as chaves após o recebimento da APÓLICE, e que esta levaria 15 dias úteis para ser emitida. Imobiliária e Seguradora não informam corretamente as condições dos contratos de serviços e o cliente não tem informações da tramitação do processo, enfim o cidadão sempre é lesado. Minha filha terá que pagar multa ao comprador do imóvel que ela vendeu porque não terá condições de desocupar por falta da apólice de seguro do imóvel que ela se propôs a alugar.

    • João Paulo
      Posted at 16:24h, 09 fevereiro Responder

      Olá Luiz, tudo bem?

      Vamos lá! A entrega de chaves de fato não é condicionada à emissão da apólice. Quando é efetivada a Proposta de Seguro Fiança, sua vigência deve coincidir com a vigência do contrato de locação. Ou seja, se a proposta foi transmitida em 01.02.2017 o contrato passa a vigorar em 01.02.2017, não existe nenhum impedimento da seguradora para a entrega de chaves. Inclusive é incoerente o contrato de locação começar a vigorar e o inquilino não poder acessar o imóvel.

      Esperamos ter te auxiliado, foi um prazer atendê-lo.

  • Jobson
    Posted at 23:36h, 04 abril Responder

    Boa noite
    Estou no meu segundo contrato no qual é de 30 meses ( 2 anos e 6 meses)
    Porém eu já estou indo para o quarto pagamento do seguro.
    Assim gostaria de saber se o pagamento do seguro é anual ou por contrato.
    Pois se for por contrato já perdi dinheiro e o valor é de 1.500 reais
    Desde já grato
    No aguardo

  • Irineu José Baptista filho
    Posted at 01:27h, 05 abril Responder

    Quanto pagamos no seguro fiança quando o valor do aluguel e 1.500,00

    • Angélica Rocha Corretora de Seguros
      Posted at 12:01h, 05 abril Responder

      Olá Irineu, tudo bem?

      Enviamos em seu e-mail uma simulação com esses valores.

      Abraços!

      • Fabio Nascimento
        Posted at 16:08h, 02 outubro Responder

        Também gostaria de saber .
        Aluguel R$ 550,00
        Condomínio R$ 40,00
        Iptu R$ 42,00

        Sala Comercial.

        • Angélica Rocha Corretora de Seguros
          Posted at 16:27h, 02 outubro Responder

          Olá Fabio,

          Estaremos enviando a simulação para o seu e-mail.

          Estamos também à disposição para fazer uma cotação real do seu seguro fiança!

          Abraços.

  • Jhone
    Posted at 23:48h, 09 abril Responder

    Olá, realizei a contratação do seguro fiança junto com meu atual companheiro, estamos nos separando e o contrato de locação e seguro fiança foram realizados no nome de ambos.
    Neste caso, quero permanecer no imóvel, qual procedimento neste caso?
    Outra pergunta;
    O valor do seguro fiança é pago anualmente, e no mesmo valor que paguei inicialmente?
    Desde já, obrigado!
    ABS

    • Angélica Rocha Corretora de Seguros
      Posted at 14:39h, 10 abril Responder

      Olá Jhone, tudo bem?

      Neste caso, é possível alterar a apólice (e consequentemente o contrato do locação). Entretanto a companhia irá pedir uma nova avaliação cadastral onde deverá ser submetido os seus documentos de comprovação de renda atualizados. Se o seu comprometimento de renda for considerado suficiente pela companhia, de acordo com as regras de produto, haverá a aprovação para tal alteração. Caso contrário, havendo a recusa, as alternativas seriam manter o seguro e contrato da forma como está atualmente ou mudar a forma de garantia.

      Atenciosamente,
      João Paulo.

  • Rosemeire
    Posted at 14:01h, 12 maio Responder

    Bom dia
    Eu queeo alugar um imovel
    Cujo vvalor e de 1500 .
    Qual e o valor do seguro.

  • Annaelisa
    Posted at 21:17h, 30 maio Responder

    Boa noite
    Tenho contrato de 30 meses de locação mas comprei um apartamento e faltam ainda 11 meses para acabar meu contrato, meu aluguel é de 1.415. Fui informada pela imobiliária que devo pagar multa de 1700 porém pedi um parcelamento e foi negado. Se eu não pagar essa multa quais são as consequências?

    • Angélica Rocha Corretora de Seguros
      Posted at 12:48h, 31 maio Responder

      Olá Annaelisa, como vai?

      Assim como qualquer outro tipo de contrato, o não pagamento da multa rescisória poderá acarretar em cobranças judiciais em seu nome.

      Como esta situação pode trazer bastante dor de cabeça, devido ao seu nome também ficar “sujo” em listas com o do Serasa, SPC e outras entidades, eu sugiro que realize o pagamento ou tente uma nova negociação com a imobiliária, visto que muitas abrem mão da cobrança de multa após o primeiro ano de aluguel.

      Espero que tenha te ajudado!
      Um abraço.

  • Márcia Martins
    Posted at 11:50h, 20 junho Responder

    Eu tenho um apartamento alugado pela imobiliária e no contrato consta o seguro fiança no valor de 3 aluguéis. O contrato foi por 30 meses mas também consta que após 12 meses posso sair sem a multa rescisória. Minha dúvida é o inquilino resolveu sair após 14 meses de Locação por tanto não posso cobrar a multa pois no contrato insenta o inquilino , sou obrigado devolver o seguro fiança?

    • João Paulo
      Posted at 17:50h, 20 junho Responder

      Olá Márcia, tudo bem?

      A cobertura de Multa Por Rescisão Contratual só é interessante quando esta multa está prevista em contrato. Geralmente, após os doze meses (se a imobiliária não efetuar um aditamento de contrato) a multa não é cobrada em caso de desocupação então pode ser retirada do seguro fiança. As coberturas e valores estabelecidos no seguro fiança devem ser feitas de acordo com as necessidades do proprietário, de forma à garantir a segurança em caso de inadimplência do inquilino. Considerando isso, não existe obrigação por parte do proprietário de devolver o seguro fiança.

      Espero que tenha ajudado!
      Abraços.

  • ernesto
    Posted at 19:37h, 06 julho Responder

    olá, boa tarde!
    Assinei um contrato ao qual deveria pagar um caução no inicio do contrato para fins de possíveis reparos no apartamento. No entanto, no mesmo contrato, é afirmado que ao deixar o apartamento, tanto os moveis quanto o apartamento deve estar com tudo reparado. Nesse sentido, há duas cortinas e uma pintura que deve ser feita no imóvel, mas como foi pago um caução- que não será devolvido a mim e sendo pago para esses fins- seria isso uma clausula abusiva, ao passo de que além de pagar um caução para esses fins eu terei que ainda fazer reparos no apartamento?

    • Angélica Rocha Corretora de Seguros
      Posted at 16:39h, 27 julho Responder

      Olá Ernesto,

      Infelizmente não podemos ajudá-lo com a sua dúvida, já que trabalhamos com o seguro fiança, apenas, e o caução é uma modalidade totalmente distinta.

      Sugiro que consulte um profissional com conhecimentos jurídicos para que possa ajudá-lo corretamente.

      Um abraço!

  • Cristina
    Posted at 21:05h, 26 julho Responder

    Ola!! Gostaria de saber para um contrato no valor de R$ 5.000,00 quanto e o valor do seguro fianÇa e como e feito o pagamento dele?! Grata, fico no aguardo.

    • marketing@angelicarocha.com.br
      Posted at 16:16h, 27 julho Responder

      Olá Cristina!

      Enviamos a simulação em seu e-mail.

      Até logo!

  • Camilla
    Posted at 10:17h, 01 agosto Responder

    Olá. Fiz um contrato de locação por 30 meses, ficando isento de multa por recisão contratual após o 12º mês de locação e com seguro-fiança da Porto Seguro com cobertura de multa por recisão contratual. Acontece que por problemas estruturais do imóvel estamos inclinados a sair dele antes de completar a 1 ano. Minha dúvida é, ao rescindir o contrato, a porto seguro paga a multa por recisão? O que deve ser feito com o valor de prêmio líquido descrito na apólice? Quais valores ficam de responsabilidade da Porto Seguro e quais ficam de minha responsabilidade?

    • João Paulo
      Posted at 10:34h, 01 agosto Responder

      Olá Camilla, tudo bem?

      Se a sua apólice possui cobertura de Multa por Rescisão, a companhia seguradora poderá ressarcir a imobiliária (dentro dos limites de verba previstos), entretanto posteriormente irá cobrar do inquilino. Como neste caso, você está saindo do imóvel por questões estruturais, vale a pena negociar com a imobiliária a possibilidade de isenção da multa, para que não seja necessário acionar a seguradora.

      O prêmio da apólice é o valor do seguro, propriamente dito. É o valor que deve ser pago à companhia para manter a apólice vigente, de responsabilidade do inquilino.

      Ficamos à disposição!
      João Paulo.

  • Elaine
    Posted at 12:39h, 18 agosto Responder

    Bom dia! há 5 anos atrás loquei um imóvel com a modalidade seguro fiança,porém o rapaz que assinou para mim ,não assinou mais nada dentro desses 5 anos ,mesmo eu continuando a pagar,se eu não pagasse mais o aluguel ,eu poderia prejudicar essa pessoa que assinou há 5 anos atrás?A imobiliária até solicitou recadastramento ,mas eu não tenho mais contato com essa pessoa.

    • Angélica Rocha Corretora de Seguros
      Posted at 14:15h, 21 agosto Responder

      Boa tarde Elaine!

      Esta pessoa que você cita, consta na apólice de seguro fiança e assinou o contrato de locação? Se sim, e se durante este período, foi sempre renovado o seguro fiança, ele ainda é um dos garantidos presentes no seguro.

      Caso você fique inadimplente, a seguradora irá pagar e posteriormente cobrar todos os que estão presentes no contrato inicial.

      O que pode ser feito, é efetuar uma nova análise cadastral no seu nome, e sendo aprovada, a imobiliária poderá efetuar um novo termo aditivo alterando a garantia locatícia e os locatários, podendo assim cancelar a apólice anterior.

      Cordialmente,
      Matheus – Angélica Rocha Corretora de Seguros

  • ROSANA HERNANDES CALDI
    Posted at 10:30h, 11 setembro Responder

    Olá!
    Resido há 5 anos no imóvel que foi locado utilizando o seguro fiança. O contrato inicial foi de 30 mêses e prorrogado automaticamente.
    Paguei anualmente os valores do seguro ano a ano, e agora em setembro, quando expirou o anterior, assinei nova apólice que terá vigência no período de set/17 a set/18. O pagamento foi efetuado à vista.
    As minhas dúvidas são as seguintes :
    1. Caso eu resolva me mudar para outro imóvel (locado também), entregando o imóvel anterior e, consequentemente rescindindo o seguro fiança do mesmo, serei ressarcido do valor correspondente ao período não utilizado?
    2. Alternativamente, pode o valor pago pelo seguro anterior ser utilizado para a contratação do seguro fiança do novo imóvel, através da mesma corretora?
    p.s: Gostaria de parabenizá-los pelo excelente serviço que têm prestado aos inquilinos com dúvidas!

    • Angélica Rocha Corretora de Seguros
      Posted at 13:14h, 11 setembro Responder

      Bom dia Rosana, tudo bem?

      Primeiramente, muito obrigado pelo seu elogio! É um prazer nosso poder facilitar a vida de inquilinos e segurados durante todas as etapas da locação.

      Em relação às suas dúvidas:

      1) Sim. A seguradora irá restituir o inquilino de acordo com o período não utilizado do seguro, realizando um cálculo de acordo com a vigência do seguro contratado.
      2) Não entendi perfeitamente esta pergunta. Se a sua dúvida é: se é possível reutilizar o mesmo seguro fiança feito para um imóvel, e transferi-lo para outro, a resposta será Não, pois deverá ser feita uma nova análise cadastral e um novo seguro será gerado. Caso a sua dúvida seja relacionada à primeira pergunta, onde a seguradora devolve uma parte do que já foi pago, então a resposta será Sim, você pode utilizar este dinheiro para efetuar um novo seguro em um outro imóvel, mas para isso você terá que fazer um novo seguro. A partir do momento em que você pede o ressarcimento do seguro não utilizado, o contrato é encerrado e o dinheiro é enviado diretamente a você, e ele não irá constar na seguradora como sendo um “crédito” a ser utilizado para outro seguro.

      Espero ter respondido às suas dúvidas, Rosana!

      Se precisar do nosso auxílio novamente, estamos à sua disposição!
      Abraços.

  • ROSANA HERNANDES CALDI
    Posted at 17:11h, 12 setembro Responder

    Olá!
    Obrigada pela rapidez e solicitude na resposta… Quando perguntei se o seguro poderia ser transferido para outro imóvel, imaginei a possibilidade de que fosse o mesmo procedimento que é utilizado quando simplesmente mudamos de carro durante a vigência do seguro (pagamos apenas a eventual diferença de valores,mas o seguro continua sendo o mesmo). Dentro desse contexto, a imobiliária deveria ser a mesma e a corretora idem.

    • Angélica Rocha Corretora de Seguros
      Posted at 09:46h, 13 setembro Responder

      Oi Rosana,

      Agradeço por esclarecer a sua dúvida.
      No caso do Seguro Fiança, não é possível realizar a transferência do seguro, assim como no Seguro de Automóveis.
      Sempre que é feito um seguro de aluguel, a seguradora precisa analisar tanto o perfil do inquilino (avaliando, principalmente, a sua situação perante ao Serasa e outras entidades) quanto o perfil do imóvel que está sendo locado. Com isso, ela pode avaliar o risco de inadimplência desse inquilino para aprovar o seguro ou não, o que já não acontece no Seguro de Automóvel, onde não importa para a seguradora se o segurado pode ou não arcar com as despesas do seguro e com as despesas do veículo, pois caso ele não cumpra com os pagamentos, a apólice é simplesmente cancelada e o veículo fica sem nenhuma cobertura.
      No caso do Seguro Fiança, é importante que o inquilino tenha um bom perfil cadastral, para que ele não traga prejuízos ao principal protegido pelo seguro: o proprietário do imóvel.
      Portanto, a seguradora é obrigada a realizar a análise toda vez que for trocado de imóvel, para garantir que o seu perfil não mudou desde a ultima locação. Isso te dá a liberdade para que seja escolhido um outro corretor de seguros e também uma outra seguradora para este novo aluguel.
      O importante neste caso, é lembrar que o seguro fiança serve para proteger o proprietário ou a imobiliária da inadimplência, e que o inquilino se dispõe a pagar o seguro como forma de garantia para o aluguel proposto.

      A resposta é um pouco extensa, mas espero que agora tenha ficado mais claro o funcionamento do seguro e as suas condições.
      Abraços e até logo!

  • Tatiana Monteiro
    Posted at 11:37h, 10 novembro Responder

    Bom dia, minha dúvida é que estamos preste a ter o contrato encerrado, que acontece em 05/01/18.
    Mas estamos com 2 alugueis e 2 condomínios em atrasos o valor correto seria de mais ou menos R$ 1.514,00. Mas a imobiliária está nos cobrando juros e o valor chega a R$ 2.220,00. Pagamos o segura fiança, no inicio. Então o valor pago lá trás, hoje se a imobiliária acionar o seguro iria cobrir esses valores em aberto? Mas devemos já estar fora do imóvel, ou o seguro pode ser acionado já?

    • Angélica Rocha Corretora de Seguros
      Posted at 14:06h, 14 novembro Responder

      Boa Tarde Tatiana

      O que te recomendamos, é você fazer um acordo com a sua Imobiliária, Na prática, funciona assim, caso seja preciso acionar o seguro por um atraso no pagamento do aluguel, a seguradora paga ao proprietário os valores em aberto, mas busca junto ao inquilino o ressarcimento da indenização que precisou fazer.

  • Tatiana Monteiro
    Posted at 12:07h, 10 novembro Responder

    Outra duvida que tenho é que se a imobiliária pode todo mês no decorrer do contrato, cobrar um valor do seguro fiança sendo que ja foi pago o valor total no começo do contrato. Todo mês é pago o valor de R$ 46,00 de seguro fiança, no fim do contrato isso da R$ 1.300,00 mais ou menos. É correto isso?

    • Angélica Rocha Corretora de Seguros
      Posted at 13:53h, 14 novembro Responder

      Boa Tarde Tatiana

      Como você pagou o Seguro Fiança no começo do contrato, essa cobrança possivelmente deve ser do seguro do imóvel ou seguro incêndio, teria que verificar com a imobiliária

Postar Comentário